Porquê o Peter Parker de Andrew Garfield é melhor que o de Tobey Maguire



Quando se fala em Homem-Aranha e em Peter Parker o primeiro rosto que vem em mente para a maioria das pessoas é o do ator Tobey Maguire. Normal, afinal Maguire interpretou o personagem de 2002 a 2007 na trilogia do diretor Sam Raimi. Até mesmo uma rápida pesquisa no Google pelo nome Peter Parker traz inúmeras fotos do ator, uma forte demonstração do quanto ele está no imaginário popular. Mas afinal, Tobey Maguire fez jus ao personagem? A minha resposta é não.

Hoje em dia ele tem o seu mérito de ter sido o Homem-Aranha de toda uma geração e alavancado a popularidade do personagem em meio àqueles que não leem as histórias em quadrinhos. Mas a verdade é que Tobey Maguire não tem nada de Peter Parker, e a sua interpretação está muito longe do personagem das histórias em quadrinhos em questão de personalidade.

Mas antes eu não posso deixar de citar uma coisa pertinente no que diz questão à aparência, e não é nem pelo fato do Maguire ter olhos azuis enquanto os do Peter Parker são castanhos, e sim porque até hoje não dá pra entender como tiveram a brilhante ideia de dar o papel pro Maguire e deixarem o excelente James Franco como Harry Osborn. Cara, que inversão de papéis ridícula foi essa? O James Franco é simplesmente o Peter Parker desenhado pelo John Romita Jr, sem tirar nem por.

Além de ser um ator muito mais talentoso e versátil que o limitado Maguire.


Um Harry Osborn com cara de Peter Parker

Mas isso não vem tanto ao caso, afinal a aparência com o personagem é o de menos, desde que o ator faça um bom trabalho, incorpore o personagem e consiga convencer. Pena que o Maguire não consegue. E não consegue mesmo.
O Peter idealizado por Stan Lee e Steve Ditko nas primeiras histórias do personagem sempre foi nerd e sofria bullying por ser muito estudioso e inteligente, mas o seu diferencial era ser arrogante e sarcástico, não ficando quieto nem mesmo quando debochavam dele. Até quando era zoado pelo Flash Thompson ele rebatia e encarava, além de ter a cara de pau de dar cantadas toscas nas meninas do colégio mesmo sabendo que ia tomar fora.


Já o Peter Parker do Maguire é inseguro, depressivo e tímido ao extremo. Conseguiram fazer com que o seu nível de depressão e coitadice fosse tão alto que durante Homem-Aranha 2 ele simplesmente PERDE OS PODERES em meio a uma crise de depressão e insegurança. Confundiram o que é chamado nos quadrinhos de “azar dos Parker” com uma coitadice miserável que te faz sentir pena do cara durante o filme inteiro, algo que é reforçado pela cara de loser e babaca do Tobey Maguire. Esse Peter Parker idealizado pelo Sam Raimi e completamente estereotipado pelo Maguire é tão perdedor que ele consegue chegar ao ponto de ficar mudo quando a garota que ele gosta lhe faz uma simples pergunta.

E além de ficar mudo ele faz ESSA CARA:


Sério, isso é totalmente fora do personagem. Peter Parker não é e nem nunca foi um nerd babacão, tímido e submisso. Na visão do Stan Lee ele era TÃO arrogante que afinal de contas foi isso que culminou na morte do Tio Ben.

No filme colocaram aquele papinho de que ele deixou o ladrão escapar para dar o troco no cara da luta livre que não quis lhe pagar o dinheiro prometido, afinal tem que ter uma coisa mais light pra família e para as crianças né. O herói não pode ter uma falha de caráter tão grande a ponto de deixar um ladrão escapar só porque quis, tem que ter uma moral por trás, o espectador tem que ter a sensação de vingança e a identificação com o personagem a ponto de pensar "isso aí, eu faria o mesmo", porque aí quando o mesmo ladrão matar o Tio Ben, esse espectador vai se identificar mais ainda com a dor do cara ao invés de exclamar um "bem feito, seu egoísta arrogante".

Pois bem... Peter Parker nada mais era do que um egoísta arrogante, e nos quadrinhos ele deixa o ladrão escapar simplesmente porque... não é da conta dele, ué.

Aí, eu vi gente reclamando que o Peter Parker interpretado pelo Andrew Garfield em O Espetacular Homem-Aranha é errado justamente por ele ser arrogante, egoísta com os tios, desafiar Flash Thompson no início do filme, e se aproveitar dos poderes para ridicularizar o mesmo Flash. Vi pessoas realmente revoltadas porque aquele ali "não é o Peter Parker que conheço". Então amigo, você não conhece NADA.

Tanto na versão regular quanto na versão Ultimate, o poder sobe à cabeça do Peter e é o típico caso do adolescente que acha que está certo e o seus pais estão errados. Só que aqui elevado a décima potência. Na versão Ultimate da origem do personagem, escrita por Brian Michael Bendis e que serviu de base para muita coisa no novo filme, isso é mostrado nitidamente. Peter discute várias vezes com os tios e chega até mesmo a sair de casa.


E se você é um adolescente com poucos amigos, excluído da galera e que sofre bullying de um colega de classe, o que você faria se de repente ganhasse poderes? Tentaria humilhar o babaca, é óbvio. E é isso que Peter faz. Na versão Ultimate ele aceita uma briga com o Flash e acaba quebrando a mão do rapaz.


Enquanto que na versão clássica do velho Stan, cansado dos deboches de Flash e de saco cheio de fingir ser fraco sabendo que pode acabar com o cara, ele simplesmente desafia o Flash para uma luta de boxe (!) na frente do colégio inteiro.


Então queria entender qual a revolta com o Peter do Andrew Garfield ter apenas brincado com o Flash na quadra de basquete. Porque eu realmente não vi isso como uma humilhação.


Andrew interpretou um Peter que apesar de ser nerd e se sentir deslocado não abaixa a cabeça perante os outros, tem coragem de falar com a garota que gosta e é um adolescente egoísta e um pouco arrogante assim como foi idealizado por Stan Lee e Steve Ditko em 1964. Aliás, o ator é a cara do Peter Parker desenhado por Ditko. Dizer que a personalidade do Peter Parker estava "errada" é atestar que não conhece o personagem e que não leu o básico do Homem-Aranha. É ir contra a origem contada por Stan Lee na série clássica e contra a do Bendis na versão Ultimate. E o pior é que eu vi esse "argumento" vindo de muita gente que se diz conhecedora de quadrinhos. Vocês me envergonham.

A diferença primordial entre o Garfield e o Maguire, e que se torna um enorme diferencial na execução do personagem, é que o primeiro é realmente nerd na vida real e super fã do Homem-Aranha. Provavelmente muita gente não lembra ou não teve conhecimento do fato, mas alguns meses antes de O Espetacular Homem-Aranha estrear, ocorreu a San Diego Comic-Con, a maior feira de quadrinhos e cultura pop do mundo, na qual o ator apareceu vestido de Homem-Aranha, visivelmente emocionado e lendo um discurso onde ele falava sobre a importância do herói na sua vida e do quanto estava feliz com o papel.

Outro ponto interessante de se observar nesse novo Homem-Aranha é que finalmente a inteligência de Peter Parker está sendo explorada de forma digna como nos quadrinhos. Nos três filmes da trilogia anterior não lembro de nenhum momento onde Peter tenha realmente usado a inteligência que sempre foi marca registrada do personagem nos quadrinhos o levando a trabalhar com gênios como Reed Richards e Tony Stark.
Já o Peter de Andrew Garfield em apenas um filme tem pelo menos três momentos memoráveis onde sua inteligência é demonstrada. O mecanismo mostrado na trinca da porta do seu quarto, a criação dos famosos disparadores de teia (mais um ponto positivo para o filme), e a conversa com o Dr Curt Connors, em que Peter soluciona a complexa fórmula que era trabalho de seu pai.


A verdade é que em um filme o Andrew Garfield conseguiu ser mais Peter Parker do que o Maguire em TRÊS, mas infelizmente o sentimento de nostalgia e saudosismo de alguns somado à falta de conhecimento acerca do personagem faz com que achem que ele é o Peter Parker definitivo e que é insubstituível. O que na verdade é até compreensível levando-se em consideração a importância e o peso que os filmes tiveram, sendo a primeira incursão do herói aracnídeo com sucesso nos cinemas. Nada mais normal do que a imagem do Tobey Maguire ser atrelada ao Peter Parker no imaginário popular.
O que é bem mais difícil de entender e aceitar é o porque de pessoas que se dizem conhecedoras de quadrinhos estarem lançando críticas vazias e com argumentos furados acerca do trabalho do Garfield e do direcionamento desse novo Homem-Aranha. Por favor parem de se envergonhar provando que não entendem de nada. Espero de coração que esse texto tenha servido para vocês aprenderem alguma coisa.


Quem sabe um dia, dependendo dos próximos filmes e do sucesso dos mesmo é claro, talvez as pessoas nem lembrem direito do Tobey Maguire. Espero que ele não chore por isso.


Texto de Murilo Oliveira (28 de junho de 2013)

Veja também:

5 vezes que Andrew Garfield se mostrou a melhor pessoa do mundo como Homem Aranha

Kevin Feige diz que o Homem Aranha de Tobey Maguire é um dos melhores filmes de super herói