CRÍTICA │ Kakegurui: o anime da Netflix é perfeito para maratonar


Kakegurui é um anime original da Netflix, dirigido por Yuichiro Hayashi, baseado no mangá de mesmo nome, escrito por Homura Kawamoto.

Yumeko Jabami, é a protagonista deste anime, a nova aluna do Hyakkaou Private Academy um colégio repleto de estudantes ricos e privilegiados, porém com gostos peculiares. O que rege a vida dos estudantes é a emoção dos jogos de azar. As apostas movem não só a hierarquia dos estudantes, como as influências no mundo exterior. Yumeko não é viciada em jogos ou apostas, mas é viciada na adrenalina, ao ponto de apostar a sua própria vida, sem ao menos temer os riscos.

Yumeko Jabami
Cada episódio podemos conhecer "as regras do jogo", o que faz este colégio funcionar. Aos poucos vamos subindo na hierarquia, conforme Yumeko vai ganhando as apostas, até chegar no topo, o Grêmio Estudantil.

O Grêmio é uma instituição que dita as regras e controla todas as apostas que ocorrem dentro da unidade escolar. É formada por Yumemi Yumemite, Kaede Manyūda, Midari Ikishima, Yuriko Nishinotōin, Runa Yomozuki, Ririka Momobami, Sayaka Igarashi e a presidente Kirari Momobami. Cada membro contribui com sua habilidade especial, como por exemplo:  Midari Ikishima é movida pela adrenalina do perigo, jogos de azar não são com ela a não ser que a aposta seja a sua vida. Digamos que ela é a “biruta” da série, já Kaede Manyuda tem habilidade com números e dinheiro, é o contador do grupo.

O extremo do Grêmio Estudantil (aqueles que estão no último nível desta hierarquia), são os “bichos”, ou seja, aqueles que devem dinheiro devido as apostas. São alunos geralmente com menor poder aquisitivo, que não conseguem quitar sua dívida e acabam se tornando os escravos do colégio, sujeitos a atividades e tratamentos indignos.

As reações são muito intensas, quando Yumeko descobre alguma farsa ou golpe dentro do jogo, o ambiente todo perde a cor e só ela permanece vermelha, com seus olhos em destaque, de modo que deixe seu oponente vulnerável e a mercê de suas decisões. Bem como as suas emoções positivas perante à aposta, a protagonista chega a ter orgasmos.

Personagens de Kakegurui

Vale mencionar que no decorrer da trama, Yumeko consegue fazer amizade com um grupo de pessoas, Ryota Suzui (o primeiro “bicho” que conheceu e logo se tornaram amigos), Itsuki Sumeragi (ex membro do Grêmio Estudantil) e Mary Saotome (sua primeira oponente). É notório que cada aluno deste colégio tem um interesse pessoal ao fazer amizade com alguém, seja por estratégia de jogo ou interesse pelo poder econômico. Não é diferente com os amigos de Yumeko, a não ser pelo Ryota, que ao ser presenteado pela Yumeko, a quantia para quitar sua divida e não ser mais um “bicho”, torna-se eternamente grato, e acaba virando um contrapeso para vida de sua mais nova amiga. Quando Yumeko é impulsiva e destemida, Ryota é cauteloso e controlado em suas decisões.

O anime de primeira vista causa confusão e até mesmo estranheza, mas no desenvolver da trama você se encontra fisgado pelos raciocínios inteligentes. Não é possível prever o que irá acontecer, cada episódio é uma emoção diferente. 

É perfeito para maratonar, tem apenas 12 episódios com duração de 24 minutos cada.

A 1ª temporada já está disponível na Netflix, e a 2ª já foi confirmada.  






CRÍTICA │ Kakegurui: o anime da Netflix é perfeito para maratonar CRÍTICA │ Kakegurui: o anime da Netflix é perfeito para maratonar Reviewed by Ilha Paraíso on fevereiro 23, 2018 Rating: 5

Nenhum comentário